A mobilidade e as cidades circulares

A aplicação dos conceitos de economia circular à mobilidade urbana passa por conseguir ligar os cidadãos com transporte acessível, barato e eficaz.

Um sistema de mobilidade circular é multimodal, o que significa que ofereceria uma gama diversificada de opções de mobilidade para refletir as diversas necessidades das cidades e seus cidadãos.

A maioria das cidades já tem várias opções de transporte para os utilizadores:

No entanto, a verdadeira da mobilidade multimodal só é conseguida quando estes serviços trabalharem juntos para oferecer uma solução completa para o utilizador.

As soluções tecnológicas que permitem ao utilizador escolher a melhor opção de transporte em função da origem, destino, suas características pessoais e tipologia de deslocação são ótimos recursos para a promoção da multimodalidade real.

Entre as formas mais eficazes de transporte nas cidades está a mobilidade ativa (ou mobilidade suave), como caminhar e andar de bicicleta.

Estas formas de mobilidade enquadram-se perfeitamente no conceito de economia circular porque:

  • Têm impacto reduzido;
  • Têm custo baixo;
  • Têm muitos benefícios económicos;
  • Têm muitos benefícios de saúde associados.

As cidades circulares tornar-se-ão cada vez mais orientadas para esse tipo de mobilidade. No âmbito da Iniciativa Nacional para as Cidades Circulares, as cidades portuguesas têm a oportunidade de avançar no processo de adaptação do seu sistema de mobilidade ao conceito da economia circular com o reforço da multimodalidade e da mobilidade suave.

A W2G tem a experiência, competências e motivação para colaborar com as cidades portuguesas neste caminho.